Soja: Após mínima em 10 meses, Chicago volta a subir nesta 4ª; novembro retoma os US$ 12

0
Após três sessões de fortes e consecutivas baixas, soja volta a subir em Chicago nesta 5ª feira

Depois da despencada das cotações da soja na Bolsa de Chicago ontem, pressionadas pelos novos números do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos), os futuros da oleaginosa voltam a subir nesta manhã de quarta-feira (13). Por volta de 7h55 (horário de Brasília), as altas eram de pouco mais de 8 pontos nos principais vencimentos, com o novembro sendo cotado a US$ 12,06 e maio a US$ 12,37 por bushel. 

O mercado encontra espaço para um fôlego depois das perdas no pregão anterior, que foram de mais de 2% diante de estimativas maiores de produção e estoques finais norte-americanos da oleaginosa nos EUA. 

No entanto, com o registro das mínimas desde dezembro na CBOT, os especuladores voltaram para a recompra de algumas posições, como explicam analistas e consultores. 

Além do USDA mensal de oferta e demanda, os tarders ainda receberam os dados da colheita norte-americana. 

Até o último domingo (10), 49% da área norte-americana cultivada com soja já havia sido colhida, contra 34% da semana anterior. Há um ano, o índice era de 58% e a média dos últimos cinco anos é de 40%. A expectativa do mercado para esta semana era de 50%. 

No financeiro, baixa do dólar index e também entre os futuros do petróleo, tanto no WTI, quanto no brent, este sendo cotado a US$ 83,00 por barril. 

Fonte: Notícias Agrícolas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui