Fomento ao uso de energias renováveis é fundamental para que MS atinja meta de se tornar Carbono Neutro em 2030

Data:

O secretário Jaime Verruck, da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) destacou em evento realizado pela AGEMS (Agência Estadual de Regulação) as ações do Governo do Estado para consolidar a utilização estratégica de fontes de energia renovável e sustentável em Mato Grosso do Sul.

Fomento ao uso de energias renováveis é fundamental para que MS atinja meta de se tornar Carbono Neutro em 2030 1

“Em termos de energia limpa, Mato Grosso do Sul é praticamente autossuficiente, tendo como principais fontes as hidrelétricas, o biogás e a biomassa das usinas de álcool e do setor florestal, além da disseminação do uso da energia solar fotovoltaica em nosso Estado”, comentou o secretário no painel “Fontes Renováveis e a modernização do setor elétrico”, realizado na quinta-feira (9) no Seminário “O papel da Regulação no Desenvolvimento de Mato Grosso do Sul”, da AGEMS.

O titular da Semagro lembrou que o Governo do Estado isenta de impostos as operações com equipamentos destinados à geração de energia solar. Essa medida, permitiu, por exemplo, a realização de um dos maiores programas de universalização de energia elétrica no mundo, o Pantanal, realização conjunta entre Energisa, Aneel e administração estadual. O programa prevê a instalação, até dezembro de 2022, de 2 mil mini usinas solares para atender 5 mil famílias que moram na região do Pantanal.

Fomento ao uso de energias renováveis é fundamental para que MS atinja meta de se tornar Carbono Neutro em 2030 2
Fomento ao uso de energias renováveis é fundamental para que MS atinja meta de se tornar Carbono Neutro em 2030 3
Fomento ao uso de energias renováveis é fundamental para que MS atinja meta de se tornar Carbono Neutro em 2030 4
Fomento ao uso de energias renováveis é fundamental para que MS atinja meta de se tornar Carbono Neutro em 2030 5

“Nós temos a meta de tornar Mato Grosso do Sul um Estado Carbono Neutro até o ano de 2030 e, a ampliação do uso de matrizes energéticas limpas e renováveis, é um dos pontos, estabelecidos em decreto, que irá contribuir para a redução das emissões geradas pela queima de combustíveis fósseis”, finalizou o secretário.

O I Seminário “O Papel da Regulação no Desenvolvimento de Mato Grosso do Sul” foi promovido pela Agems, em parceria com o Projeto Pauta 3 e reuniu na abertura em torno de 100 pessoas, entre profissionais de regulação, estudiosos, concessionários e especialistas em diversos temas. O evento promoveu debate inédito sobre como a boa regulação é uma aliada indispensável nos grandes projetos que o Estado pretende para potencializar a infraestrutura e a qualidade de vida da população.

Publicado por: Marcelo Armôa, Assessoria de Comunicação da Semagro

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Compartilhar:

Mais Notícias
Notícias

Soja fecha no vermelho em Chicago de olho no plantio americano; preços no BR sentem pressão do dólar

A segunda-feira (23) terminou com preços em queda para...

C-Vale vai produzir 2,3 mil toneladas de farelo de soja por dia

A cooperativa vai investir mais de R$ 650 milhões...

Cereais de inverno ganham espaço na produção de carnes nobres

Produtos como trigo, triticale, aveia e cevada estão se...

ALVOAR LÁCTEOS passa a ser a quinta maior empresa de laticínios do Brasil

A Betânia Lácteos, a Embaré Indústrias Alimentícias e o...